A importância da Educação Socioemocional nas Escolas

A base curricular comum não é o suficiente para estimular nossas crianças e jovens atualmente. O desenvolvimento cognitivo é de extrema importância, porém o desenvolvimento social e emocional agrega ainda mais na evolução do ser humano.

Conforme o CASEL (The Collaborative for Academic, Social and Emotional Learning, ou em Português, o Colaborativo para Aprendizagem Acadêmica, Social e Emocional), ensinar as habilidades socioemocionais para uma criança é uma das estratégias mais eficazes para promover sucesso acadêmico e reformas escolares.

Esse tipo de aprendizagem ganhou ênfase em um importante relatório realizado pela UNESCO, organizado pelo filósofo francês Jacques Delors. A principal mensagem do “Relatório Delors” é que essa prática pedagógica deve se preocupar em evoluir quatro pilares ou aprendizagens: aprender a conhecer, aprender a fazer, aprender a conviver e aprender a ser. Aprender a conviver e a aprender a ser, inclui saber lidar com as pessoas em sua volta de forma assertiva e a ter autoconhecimento, identificando desta forma, as habilidades individuais e os pontos que ainda precisam ser aprimorados.

A partir do autoconhecimento, o relacionamento consigo mesmo tende a ser mais leve, pois identificamos aquilo que nos motiva e o que nos causa sensações ruins e desde então, conseguimos conviver melhor com os demais.

A Educação Socioemocional estimula o aumento da autoestima e um melhor relacionamento consigo mesmo, pois a partir do momento em que cresce a confiança em si mesmo, nos sentimos mais resilientes e preparados para enfrentar os desafios da vida, além de adquirirmos relações mais saudáveis.

As escolas e as famílias devem trabalhar em parceria, se esforçando para ensinar os jovens a administrarem conflitos, a viverem em comunidade, a lidarem com a frustração e saberem conviver com as dificuldades de cada um.

Nós, do Colégio Ranieri, temos em nosso programa, aulas semanais de Educação Socioemocional para alunos, e mensalmente para os familiares. Além disto, este ano estamos oferecendo esse projeto também para nossos colaboradores.  Acreditamos que é começando dentro do ambiente escolar que poderemos transformar a sociedade em que vivemos.

Um dos nossos objetivos com este programa é incentivar a todos a pensarem sobre as inevitáveis emoções que nos acometem, e de que forma, podemos aproveitá-las  a nosso favor, extraindo o melhor dos momentos. Em nossas aulas de Educação Socioemocional, aprendemos juntos que a inteligência não é fixa e pode ser desenvolvida com dedicação e em equipe; incentivamos que podemos sim, falar sobre nossas emoções e sentimentos, sem que isso machuque os que estão em nossa volta; estimulamos a importância de se pensar antes de agir e reagir; juntos experimentamos como é bom elogiar o próximo e principalmente, pensamos sobre os conflitos e a melhor forma de resolvê-los.

E diferentemente dos demais aprendizados, a Educação Socioemocional se adquire concomitante individualmente e em grupo, pois pensamos primeiro em nós mesmos e depois aplicamos isso no grupo em que vivemos.

Texto por Susana Rodrigues de Oliveira – Psicóloga e Analista de Recursos Humanos

Fontes: http://www.gazetadopovo.com.br/opiniao/artigos/a-importancia-da-aprendizagem-socioemocional-na-escola-5grhfpk5grevppl49949b64rr

http://redes.moderna.com.br/2016/04/21/beneficios-da-educacao-socioemocional/ – Tonia Casarin, mestre em Educação pelo Teachers College Columbia University (NY).

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *