A importância das estimulações

Logo que nasce, o bebê começa a desvendar o mundo que o cerca. Uma infinidade de informações novas estimula o seu crescimento intelectual e emocional.

Os primeiros anos de vida são fundamentais para o desenvolvimento pleno das potencialidades das crianças. Especialmente nesse período, o cérebro passa por inúmeros processos de amadurecimento que repercutirão por toda a vida, e é nessa fase que ocorre a organização do cérebro e suas funções têm maior eficiência.

Quanto mais cedo possível o bebê for estimulado corretamente, ganha maiores possibilidades de se desenvolver. A capacidade intelectual de um bebê depende 70% dos estímulos recebidos nos primeiros anos de vida e apenas 30% da herança genética. São esses estímulos que irão ajudar a tornar-se um adulto confiante e feliz.

É importante aproveitar os momentos certos, ou seja, a fase de maior potencial de desenvolvimento cerebral, ocorre do nascimento aos 3 anos de vida e maximiza as potencialidades de cada criança.

No entanto, estimular bebês não é uma tarefa simples. Eles têm necessidades específicas e características próprias que devem ser consideradas. 

Os bebês aprendem de um modo muito diverso, principalmente pelos mecanismos da repetição, da imitação e da exploração sensorial, por meio do brincar. Exatamente por isso, os bebês podem atender a longos períodos de concentração desde que estejam envolvidos em algo de seu interesse. 

O Berçário tem como principal objetivo propiciar brincadeiras e estimulações específicas que irão contribuir a desenvolver-se melhor. E, mais importante do que o tipo de estímulo, é a maneira com que o estímulo é oferecido, ou seja, com carinho, paciência e significado, transformando essas experiências em aprendizagem e, esta em inteligência, condições fundamentais para o desenvolvimento e aquisição de conhecimento da criança.

Os bebês crescem fisicamente, praticando exercícios motores; perceptivamente, desenvolvendo o pensamento e o conhecimento na solução de problemas; verbalmente, adquirindo comunicação receptiva e expressiva; psicologicamente, descobrindo sua própria identidade; socialmente, aprendendo a conviver com “amigos”. Daí a importância do trabalho realizado no berçário, em que há um currículo de acordo com a idade, que tenha os objetivos de desafiar a criança ao conhecimento de forma prazerosa e livre, proporcionando significações para o aprendizado.

O nosso Berçário proporciona o educar e o cuidar com responsabilidade. Quando pensamos em educar consideramos as necessidades específicas de cada fase em que o bebê se encontra, beneficiando a construção de hábitos e desenvolvimento das potencialidades de cada um. E, ao cuidar nos preocupamos com a saúde, higiene, autoestima, alimentação e segurança dos bebês em todas as tarefas diárias, contribuindo assim, com a formação de identidade da criança.

O contato com os familiares e cuidadores é fundamental para o desenvolvimento da criança, principalmente no que diz respeito ao aspecto cognitivo. Ainda que o cérebro nunca pare de se desenvolver, são nos três primeiros anos que ocorrem as principais transformações nele. Seu potencial nessa fase é enorme, maior que em qualquer outra da vida. Por isso, deve ser explorado ao máximo.

Outro fator importante está ligado ao aspecto afetivo, uma criança que convive com outras crianças e que é estimulada desde bebê tende a ter mais facilidade nos seus relacionamentos afetivos e na sua forma de lidar com o ambiente social.

Bebês e crianças são mais espertos do que imaginamos. Eles se comunicam por sons, movimentos e expressões faciais. Quanto mais nós respondemos à sua comunicação, mais inteligentes e felizes se tornam. Não devemos subestimar a inteligência e capacidade da criança, pois elas entendem tudo o que um adulto fala ou expressa.

Dessa forma,  o ambiente educacional e social que a criança frequenta é de grande importância, pois é ele que proporciona as interações e contribui para o desenvolvimento global da criança, por meio da estimulação adequada.

 

Texto por Marcília de Lima Lembo – Coordenadora Pedagógica do Berçário

Fontes: http://portaldosbebes.fob.usp.br/portaldosbebes/Portugues/detSubCategoriaInstitucional.php?codsubcategoria_fono=109&codcategoria_site=1

http://www.criancaemfoco.com.br

http://mundodosabersalvador.blogspot.com.br/2013/05/a-importancia-do-estimulo-na-educacao.html

http://www.psicopedagogia.com.br/index.php/1156-a-estimulacao-essencial-no-cotidiano-da-educacao-infantil

http://bussato3.blogspot.com.br  

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *