Apesar de ser desafiador, pois tira a criança de sua zona de conforto, fazer com que ela aprenda um novo idioma durante a infância estimula suas funções cognitivas, como a fala, memória, criatividade e raciocínio. Isso permite o exercício da inteligência e o desenvolvimento do aprendizado, facilitando a absorção de novos conhecimentos. 

Os vícios de linguagem 

Aprender um novo idioma é diferente para adultos e crianças, isso porque, um adulto já possui o português enraizado em seus processos cognitivos, tornando mais difícil que ele consiga falar um segundo idioma de forma mais natural e sem sotaques. 

Já as crianças, por estarem no início de seu processo de aprendizagem e ainda estarem desenvolvendo a oralidade e a fonética das palavras, conseguem absorver as palavras e os sons da mesma forma que sua língua nativa.

Ampliação de conhecimentos socioculturais 

Além do que já foi citado, estimular o aprendizado de outros idiomas também contribui com o desenvolvimento da educação sociocultural da criança, expandindo sua visão do mundo.

Garantir um futuro profissional de sucesso 

No mundo atual, possuir conhecimento em outros idiomas é considerado um grande diferencial profissional. Por conta disso, mesmo que ainda esteja no começo de sua vida, o contato com outras línguas traz vantagens desde cedo, o que fará com que a criança tenha capacidade de se tornar um profissional altamente capacitado. 

Existe idade certa para começar a estudar inglês? 

Especialistas apontam que entre 3 e 5 anos o aprendizado já pode ser iniciado, uma vez que a criança já está desenvolvendo suas habilidades de oralidade. O importante é estimulá-los sem pressão, pois o desenvolvimento do aprendizado varia de criança para criança.