O Vínculo Seguro é toda e qualquer interação entre a criança e seus responsáveis durante a infância, no caso da primeira infância por exemplo, são os gestos de carinho, o cuidado e principalmente a atenção destinada às necessidades básicas. Esses fatores e atitudes são percebidos pela criança e contribuem com sua formação integral. Outro aspecto muito importante que o Vínculo Seguro trabalha durante a primeira infância é a alfabetização emocional, pois é por meio dela que a criança passa a entender melhor suas emoções e das pessoas que a cercam, 

Nas fases seguintes, quando a criança já tem mais autonomia, os vínculos trabalham o diálogo e as relações familiares, por meio da contação de histórias, músicas, brincadeiras, receitas e conselhos, que ajudam a criança a construir uma memória cultural e familiar. 

A criação de vínculos é o primeiro passo de uma educação segura, assertiva e de boa qualidade. O vínculo é um grande aliado quando se trata de aprendizagem e a criança aprende melhor quando tem uma relação de confiança com esse adulto, ou seja, quando sente que possui uma base segura na qual pode pedir ajuda, quando recebe apoio para lidar com a frustração e se torna muito importante para que os estudantes cresçam emocionalmente e se transformem em adultos com atitudes saudáveis. 

É importante, também, ensinar os pequenos a lidar com problemas que impactam consideravelmente no desenvolvimento cognitivo, pois, na infância, a criança começa a criar vínculos e a desenvolver habilidades socioemocionais como a empatia, a calma e a resiliência.